LinkedIn: Respondemos às 5 perguntas mais frequentes!

Linkedin

O LinkedIn é uma rede social para profissionais e, como tal, tem características muito próprias. Fomos conhecer as dúvidas mais comuns sobre esta plataforma e queremos partilhar consigo as respostas.

No LinkedIn, pode criar um perfil pessoal ou uma página de empresa. Hoje, dedicamo-nos às páginas empresariais. Se já tem uma, saiba como tirar melhor partido da plataforma em prol do seu negócio. Se não tem, esperamos motivá-lo a criar uma página naquela que é a rede social profissional por excelência.

 

1. Em que difere a interação no LinkedIn da interação no Facebook?

As pessoas usam o LinkedIn para saber mais sobre a sua área de negócio e para manter contactos profissionais. Quando visita esta plataforma, certamente espera encontrar artigos educativos, interessantes para partilhar com a sua equipa de trabalho.

O Facebook, por outro lado, é utilizado com fins de entretenimento e interação social. Nesta rede, encontra sobretudo imagens engraçadas e vídeos emotivos para partilhar com os seus amigos.

Pense no Facebook como o seu melhor amigo e no LinkedIn como o seu parceiro de negócio. Ao desenvolver a sua estratégia de Marketing, adapte o discurso e conteúdo ao público de cada rede social. No Facebook, a abordagem pode ser casual. Contudo, no LinkedIn, deve ser mais profissional.

 

2. Existem casos de sucesso de empresas B2C no LinkedIn?

As empresas B2B são mais propensas ao sucesso no LinkedIn, tal como as B2C tendem a conseguir melhores resultados no Pinterest. Mas isso não significa que os negócios B2C não possam usar bem o LinkedIn. Na verdade, podem (e devem) recorrer a esta rede social para partilhar ofertas de trabalho e dar a conhecer a sua cultura empresarial.

No LinkedIn, pode angariar seguidores da empresa enquanto marca, com identidade própria, e não só enquanto fornecedora de um produto ou serviço. Esta aposta é cada vez mais forte no Marketing Digital.

Por exemplo, a Starbucks utiliza a sua página no LinkedIn para dar a conhecer a identidade da marca. No separador Carreiras, explica por que razão é bom trabalhar na empresa. Se integra uma organização B2C, onde a cultura empresarial é um elemento-chave, desperte nas pessoas a curiosidade de trabalhar lá.

 

3. É vantajoso recolher recomendações na página de uma empresa no LinkedIn?

Absolutamente! Acredita num conselho de um familiar ou amigo sobre um produto ou serviço? Mais do que, por exemplo, num anúncio pago? Essa é a ideia das recomendações. E é precisamente por essa razão que funcionam!

Com as recomendações do LinkedIn, poderá aproveitar elogios publicados noutras redes sociais e direcioná-los para a página da sua empresa. Depois, verá quantas impressões tem cada recomendação, qual o seu nível de interação e quais os produtos mais recomendados.

 

4. Numa semana, quanto tempo se deve dedicar à manutenção de uma página empresarial no LinkedIn?

Com uma página criada e completa, a manutenção exige pouco tempo. Por exemplo, no Twitter, os updates e feedbacks devem ser constantes, o que requer uma monitorização frequente. No LinkedIn, pelo contrário, uma publicação por dia ou de dois em dois dias é suficiente. Aliás, se publicar mais do que isso, provavelmente estará a abusar. Por isso, concentre-se mais no conteúdo que publica e no valor deste para a sua audiência do que na frequência.

Publicações, monitorização, respostas a comentários e análise das métricas não devem exigir mais do que 10 minutos do seu dia. Se planear as publicações desta rede social, esses 10 minutos passarão a 5. Não acha que vale a pena?

 

5. Qual a melhor maneira de encontrar potenciais clientes no LinkedIn?

Os grupos são a melhor aposta, especialmente se a sua empresa pertence a um nicho de mercado. Isto porque poderá afirmar-se como especialista na área, através de discussões ou publicações.

Regra geral, os grupos são concorridos e permitem excelentes discussões entre profissionais interessados no mesmo assunto. Por exemplo, se a sua empresa vende guitarras, fará sentido criar um grupo para guitarristas. Assim, quando alguém tiver uma questão ou problema com este instrumento, poderá mostrar o seu know-how.

Os grupos do LinkedIn são o ponto de partida para criar awareness e confiança na sua marca. Se as pessoas acreditam no seu profissionalismo, terão todo o interesse em seguir a sua página empresarial.

 

O LinkedIn pode ser extremamente útil para pôr o seu negócio a crescer. Mas não deve ser a única plataforma a incluir na sua estratégia digital. Descarregue gratuitamente o ebook O Futuro das Redes Sociais e saiba como comunicar em cada plataforma.