O Novo Algoritmo Google vai premiar os sites preparados para dispositivos móveis: eis o que precisa de saber

Desde ontem, dia 21 de Abril de 2015, o Google está fazer uma enorme transformação na forma como qualifica o ranking de websites. Esta transformação baseia-se num só critério: se o seu website, landing pages ou blog estão completamente otimizados para dispositivos móveis.

Está preparado para isso? Vamos ver.

O Google anunciou esta mudança de algoritmo no seu Webmaster Central Blog em Fevereiro e fez um trabalho minucioso desde aí, preparando marketers e webmasters para prever como esta mudança podia afetar os seus sites e tráfego de pesquisa associado. Eles explicaram:

“A partir de 21 de Abril, iremos expandir o uso do conceito mobile-friendly para um fator determinante de ranking de pesquisa. Esta mudança irá abranger a pesquisa em dispositivos móveis em todas as línguas em todo o mundo e irá ter um impacto significativo nos nossos resultados de pesquisa. Consequentemente, os utilizadores irão achar mais fácil obter informação relevante e de grande qualidade adaptada aos seus dispositivos.”

Se o seu website não está totalmente otimizado para dispositivos móveis, verá com certeza um golpe no seu ranking nestes dispositivos. Esta alteração significativa tem sido apelidada por muitos analistas de “Mobilegeddon”. Parece ameaçador sim, mas as opções existem.

Neste post iremos guiá-lo para não ser penalizado por estas alterações através da utilização de algumas ferramentas que o Google coloca à sua disposição.

 

Teste a preparação mobile do seu website

Para além dos mais imaginativos e adoráveis doodles sazonais, o Google faz muitas outras coisas fantásticas. Nomeadamente, providenciaram há algum tempo uma ferramenta grátis para ajudar os donos de websites a determinar a preparação dos seus sites para dispositivos móveis e consequentes ações a tomar.

Pode aceder à ferramenta aqui. (https://www.google.com/webmasters/tools/mobile-friendly/)

Ao colocar o endereço do seu site, terá acesso a uma rápida análise que determinará se o seu website está preparado para dispositivos móveis ou se irá sofrer com o lançamento deste novo algoritmo. Se o seu website, landing pages ou blog não estiver preparado para dispositivos móveis, para além de uma mensagem de erro, obterá alguns pontos que identificam o porquê desta situação.

Já fez o teste? Vamos avançar então.

 

Escolha o seu modelo de otimização mobile

Se os seus conteúdos não estão ainda corretamente otimizados, é mesmo importante que faça algumas alterações baseadas nesta mudança de algoritmo. Até a melhor landing page do mundo irá ver mudanças drásticas no retorno que obtém se, após 21 de Abril, não estiver otimizada para dispositivos móveis.

Para resolver esta situação há opções. O Google reconhece 3 configurações diferentes como mobile-friendly. Poderá mover o seu conteúdo para qualquer uma das seguintes opções e estar protegido desta transformação.

Responsive Design

Este é o padrão preferido de design para o Google. A razão para isto é que o responsive design não cria duas cópias do mesmo website. Os visitantes terão apenas um url para aceder e o website adapta-se automaticamente quer esse acesso seja efetuado através do telefone, do tablet ou do computador.

Dynamic Serving (Difusão dinâmica)

À semelhança do responsive design, o método de difusão dinâmica mantém o mesmo url, mas aqui o HTML altera-se. Este método utiliza os chamados “superagentes” para fazer a deteção do tipo de dispositivo que está a aceder ao website e depois, de forma dinâmica, expõe a visualização adequada.

O Google assinala que este sistema está mais sujeito a erros técnicos, mas é uma opção viável para ultrapassar com sucesso este novo algoritmo.

Mobile Website

A criação de um website exclusivamente mobile é uma das primeiras versões desta otimização e continua a cumprir os requisitos do Google. A cada chegada de um novo utilizador, esta configuração deteta o dispositivo em causa e redireciona-o para o website apropriado.

A razão porque este método não é tão recomendado como o responsive design é o facto de precisar de manter – e o Google de detetar – duas versões do seu conteúdo.

 

Lista de erros comuns Google

A juntar à ferramenta de otimização mobile, o Google criou uma lista de erros comuns (https://developers.google.com/webmasters/mobile-sites/mobile-seo/common-mistakes/) a evitar quando estiver a otimizar o seu website para mobile e para esta alteração de algoritmo. Estes erros incluem a utilização de vídeos flash e outros conteúdos impossíveis de ver e que tornam o site lento.

 

Questões essenciais

Não estou preparado para um redesign. Tenho de o fazer agora?

Poderá não precisar de redesenhar completamente o seu website para obedecer a estes novos requisitos do Google. O que precisa é de transferir o seu site atual, blog ou landing pages para uma plataforma mobile-friendly.

O meu website fica permanentemente penalizado se eu não fizer este update agora?

Não, poderá reconstruir o seu posicionamento quando o fizer. Mas aconselhamos a fazer este update assim que possível porque a cada dia que passe fora desta otimização mobile é um dia que está a perder tráfego. As estimativas de volume de tráfego pesquisável em versões mobile varia por mercado, mas aquilo que investigadores apuraram é que empresas que têm os seus websites otimizados para dispositivos móveis triplicam as suas hipóteses de aumentar a sua taxa de conversão mobile em 5% ou mais.

Que outros elementos devo considerar ao optimizar o meu website para dispositivos móveis?

Além de assegurar que o site carrega corretamente e a fonte de escrita é grande o suficiente para dispositivos móveis, poderá querer considerar o comprimento dos formulários utilizados. Se utilizar landing pages, construa formulários mais pequenos e, assim, mais intuitivos e atrativos em versões mobile.

 

Notas Finais

Apesar da nossa tendência em transformar qualquer mudança de algoritmo do Google num apocalipse zombie, esta alteração é, de facto, muito boa quer para os utilizadores Google, quer para os marketers de todo o mundo. Modernizar o seu website, preparando-o para todas as formas que as pessoas utilizam hoje para visitar ou até comprar online, irá certamente ao encontro das expectativas dos utilizadores, gerará menos obstáculos à sua utilização, e, por último, irá levar a mais conversões e melhores resultados para a sua empresa.

Portanto, há aqui muito para gostar. 

Ivo-Ferreira.jpg

AUTOR:  Ivo Ferreira

Consultor e Copywriter da Link&Grow