Newsletter: 7 passos para ter bons resultados!

Newsletter

A newsletter é muitas vezes confundida com email marketing. No entanto, existem diferenças entre ambos. Apesar de serem enviados pelo mesmo canal – o correio eletrónico –, estas duas formas de comunicação têm finalidades distintas.

O email marketing faz parte da estratégia digital das empresas e é utilizado sobretudo para divulgar produtos, campanhas ou ofertas. Dependendo do tipo de conteúdo, este pode ser enviado diariamente, semanalmente ou quinzenalmente.

Pelo contrário, a newsletter tem uma periodicidade fixa. Costuma ser enviada uma vez por mês e os seus conteúdos são mais informativos, com novidades sobre a empresa, últimas ações promovidas, resumo de conteúdos partilhados durante o mês, etc. Por não serem tão comerciais, estes emails são uma boa forma de criar uma relação mais próxima e de maior confiança com o seu público-alvo.

 

Depois de lhe indicarmos o que distingue estas duas formas de comunicar por email, partilhamos consigo algumas dicas essenciais para criar newsletters apelativas, de qualidade e que gerem bons resultados para a sua estratégia digital e, consequentemente, para o seu negócio.

 

1. Pense no público-alvo e no objetivo da sua newsletter

 

Antes de elaborar uma newsletter, deve conhecer aqueles a quem a pretende enviar e perceber se vale mesmo a pena fazê-lo. Tenha também em conta os objetivos da estratégia digital da sua empresa.

É importante que pense no público-alvo e que perceba o que este tem em comum com o seu negócio. Deve pensar os conteúdos como um método para divulgar os seus serviços ou produtos, mas tem de expô-los de uma forma que desperte o interesse de quem os vai receber.

Dê informação nova e relevante, mas não faça divulgação direta dos seus produtos. Dessa maneira, deixaria de criar uma newsletter e entraria no campo do email marketing. Lembre-se que o conteúdo deve ser, maioritariamente, informativo!

 

2. Mantenha uma periodicidade fixa

 

Enviar a newsletter sempre na mesma altura da semana ou do mês é essencial. Normalmente, este tipo de comunicação por email é destinada a contactos que escolheram receber o conteúdo. Trata-se de um produto subscrito pelo qual os utilizadores esperam.

Manter uma periodicidade fixa é importante para que os recetores conheçam os hábitos da sua empresa e se mantenham atentos à caixa de correio eletrónico. É meio caminho andado para que abram a newsletter e consumam o conteúdo.

 

3. Crie um design simples

 

O layout e a disposição dos conteúdos da sua newsletter deve ser simples e de fácil leitura. Se tiver vários tópicos, separe-os devidamente para não condensar demasiada informação e para aumentar a probabilidade de leitura do conteúdo.

Pode também utilizar imagens, sem cair em exageros e sem se esquecer dos atributos ALT. Os servidores bloqueiam a apresentação de imagens no corpo do email, o que tornará o design pouco atrativo para os utilizadores que não cliquem na opção “se não visualizar, clique aqui”.

Lembre-se ainda de otimizar a sua newsletter para dispositivos móveis, pois a grande maioria das pessoas utiliza estes equipamentos para aceder ao email.

 

4. Preste atenção ao assunto e ao remetente

 

No envio da sua newsletter (como de qualquer outro email), é importante que defina um remetente que não seja considerado spam. O ideal é inserir um email personalizado da sua empresa, como, por exemplo, nome.sobrenome@empresa.pt. Evite emails como marketing@empresa.pt, pois os servidores tendem a considerá-los spam e a não os apresentar na caixa de entrada dos destinatários.

Atente também no assunto, que deve ser atrativo e estar relacionado com o conteúdo. Se não captar a atenção daquele que recebe a newsletter, esta não será consultada.

 

5. Adicione sempre um call-to-action

 

Apesar de uma newsletter não ter um conteúdo tão promocional como o email marketing, deve completá-la com botões que apelem à ação, os chamados call-to-action. Um CTA pode encaminhar, por exemplo, para um artigo de blog, para uma notícia que divulgou na sua página ou para um documento que quer partilhar com o seu público-alvo. O apelo à ação é também essencial para melhorar os resultados da sua newsletter e fomentar o engagement.

 

6. Reveja sempre o conteúdo antes de o enviar

 

A newsletter representa a sua empresa e deve, por isso, causar boa impressão. Links quebrados, erros ortográficos ou outros lapsos devem ser evitados. Assim sendo, antes de agendar o envio da sua newsletter, deve efetuar uma revisão.

Envie uma versão de teste para o seu email e encaminhe outra para um colega. Peça-lhe para confirmar todos os links, ler os textos e verificar se há erros. Se existirem, terá oportunidade de os corrigir antes de enviar a comunicação para a sua base de dados.

 

7. Analise os resultados e faça testes sempre que necessário

 

Para saber se a sua newsletter está a ser eficaz, é fundamental efetuar uma análise dos resultados e perceber se vão de encontro aos objetivos da sua estratégia digital. Caso verifique que não são do seu agrado, passe à fase de testes.

Experimente diferentes layouts, altere os títulos, mude os conteúdos e os horários de envio. Volte a analisar os resultados após as alterações e, se não forem tão bons quanto pretende, faça mais mudanças. Não tenha receio. Por vezes, é necessário falhar várias vezes até acertar!

 

Esperamos que estas dicas sejam úteis para a criação da sua newsletter e para a obtenção de bons resultados. Este tipo de comunicação faz parte de uma estratégia de conteúdos e queremos que seja bem-sucedido.

Por isso, partilhamos consigo o nosso ebook Guia Prático para a Construção de uma Estratégia de Conteúdos Infalível. Faça o download gratuito deste documento clicando na imagem abaixo e saiba que passos deve seguir para construir uma melhor estratégia para o seu negócio!