Email Marketing: 5 Passos Para Aumentar a Taxa de Abertura!

email marketing

Email marketing é uma prática essencial e uma mais valia numa estratégia de marketing de conteúdo. Há cada vez mais utilizadores de email e este continua a ser um dos seus canais favoritos para receber informações por parte das empresas de todo o mundo. Contudo, para que uma campanha de email marketing alcance os resultados esperados, há certos cuidados que não pode ignorar. Vamos começar pelo princípio: garantir que os seus clientes e potenciais clientes abrem os emails da sua empresa! Partilhamos 5 passos a colocar em prática ao enviar emails para que sejam abertos e evitar que sejam considerados spam:

 

1. Construa a sua lista de contactos

É certo que é mais fácil comprar listas de contactos mas não quer dizer que compense. Ao enviar os seus emails, estará a direcioná-los para pessoas que não os pediram e, por essa razão, não estarão disponíveis nem interessados em abri-los.

A alternativa? Criar listas de contactos que querem receber o seu conteúdo! Como? Por exemplo, angariando leads através do preenchimento de formulários para aceder às ofertas das suas landing pages.

Criar listas de contactos orgânicos pode ser um processo mais longo mas, ao fim de algum tempo, a sua lista será mais valiosa.  Vai ter os contactos de pessoas que, efetivamente, estão relacionadas e interessadas com a área de negócio da sua empresa.

 

2. Segmente a sua lista de contactos

A regra de ouro para uma campanha de email marketing é enviar o email certo, à pessoa certa, no momento certo. Se o fizer, acredite que a taxa de abertura dispara.

Antes de acionar uma campanha de email marketing, estude o seu público e segmente-o de acordo com as suas semelhanças. Nesta fase é indispensável pensar nas suas personas e nas etapas do funil de compra em que estão. Conforme já referimos em artigos anteriores, importa direcionar a sua oferta para a fase em que cada cliente se encontra ou correrá o risco de enviar emails que não acionam qualquer resposta nos clientes. Não faz sentido, por exemplo, comunicar a promoção de um modelo de automóvel se quem o recebe ainda está na dúvida sobre o tipo de veículo mais adequado para si.

 

3. Encontre o equilíbrio na frequência de envio de emails

Para começar, aconselhamos o envio de um email por semana para que, a partir daqui, possa adaptar a frequência de envio aos objetivos da sua empresa e à resposta dos seus clientes.

Não existem regras rigorosas no que toca à frequência ideal para o envio de emails: ela varia de caso para caso. O importante é encontrar um ponto de equilíbrio que evite, por um lado, a saturação dos clientes e, por outro, uma nutrição insuficiente das leads. Uma coisa é certa: abusar das suas campanhas de email marketing, enviando emails em excesso ou com um conteúdo claramente não planeado, é tão ou mais prejudicial do que não utilizar este canal na estratégia de marketing da sua empresa. É que depois ninguém abre os seus emails.

 

4. O seu nome no remetente do email

Parece um mero detalhe, mas não é: a sua campanha de email marketing deve seguir com o seu nome no remetente ou com o seu nome e identificação da empresa. As pessoas apreciam fazer negócios com outras pessoas e, ao ver o seu nome no remetente, criam mais empatia e sentem mais motivação para abrir o email e responder.

 

5. Assunto do email

É um elemento a que tem obrigatoriamente de dar atenção se pretende que as suas campanhas de email marketing tragam resultados. As pessoas só abrem um email se o assunto despertar o seu interesse. Seguem algumas dicas para um assunto que cativa e, ao mesmo tempo, comunica claramente o conteúdo do email:

  • Deve ser curto – ter entre 50 a 60 carateres, para ser lido na totalidade.
  • Tem de ser claro, comunicando sem dificuldade a proposta de valor do email. Também deve ser original, mas nunca descure a clareza em prol da originalidade. Se conseguir aliar ambos, tanto melhor.
  • Deve ser orientado à ação, recorrendo à utilização de verbos.
  • Evite criar ilusões. Se o conteúdo do email não corresponder ao assunto, criará uma sensação de desilusão que, certamente, não quer ver associada à sua marca. Para além disso, as taxas de abertura tenderão a baixar.
  • Aposte na personalização: incluir o nome do cliente e/ou a empresa onde trabalha aumenta o grau de familiaridade.
  • Evite palavras que imediatamente se associam a spam, como “grátis”, “oferta limitada”, “teste” ou “lembrete”. Nestes casos, há grandes probabilidades do seu email ser excluído antes de ser aberto.
  • Não recorra excessivamente a sinais de pontuação e nunca escreva em maiúsculas: dará a impressão que grita com o cliente.

 

Terminamos com duas sugestões simples, mas que podem ajudar a aperfeiçoar as suas campanhas de email marketing:

1)  Teste e analise a recetividade aos seus emails. A análise de resultados deve ser constante nas suas campanhas. Métricas como, por exemplo, a taxa de abertura, são fundamentais para tomar decisões.

2)  Antes de acionar a sua campanha de email marketing pense: se recebesse esse email na sua caixa de correio, teria curiosidade em abri-lo? Envie se a resposta for sim.

 

A sua empresa já tem campanhas de email marketing a decorrer? Aproveite estas dicas e partilhe connosco outras que, com base na sua experiência, contribuem para aumentar a taxa de abertura – deixe o seu comentário, gostávamos de partilhar ideias consigo!

Ainda tem dúvidas sobre como criar um email que cative e seja eficaz ou não está certo de que uma campanha de email marketing é ideal para a estratégia da sua empresa? Descarregue o nosso ebook e veja as suas dúvidas esclarecidas!