4 Formas de Medir o Sucesso do Marketing de Conteúdos

content-marketing

Uma boa estratégia de conteúdos pode ser um bónus para qualquer negócio. Contudo, muitas vezes é preciso pôr números na mesa. Para decidir quais as métricas certas para medir o sucesso do marketing de conteúdos, o primeiro passo será olhar para os objetivos de marketing e seguir avante a partir daqui.

 

1.       Objetivos do Marketing de Conteúdos

As metas para as iniciativas de conteúdos deveriam estar alinhadas com as metas gerais do marketing, como aumentar as vendas ao expandir a base de clientes ou prospects ou aumentar a notoriedade da marca ou do produto. Entretanto, construir e manter relações com o cliente nunca foi tão importante, não só pelas vendas. Quanto mais claro foi o objetivo estabelecido, mais precisas serão as métricas.

 

2.       Métricas: Consumo e Comportamento

Os dois principais tipos de métricas são consumo e o comportamento, onde cada uma pode ser medida por inúmeros parâmetros ilimitadamente. Escolha os mais críticos sempre com base nos objetivos do marketing de conteúdos, e depois trabalhe inversamente de modo a identificar métricas associadas. Eis alguns exemplos:

Métricas de Consumo – Rastreio do número de pessoas a consumir conteúdos

  • Abertura de emails e taxas de cliques;
  • Quantas vezes um conteúdo foi visto ou baixado;
  • O número de visitas únicas e de retornos de um conteúdo;
  • Quanto tempo um indivíduo despendeu a ver o conteúdo;
  • Que porção foi lida ou vista (por exemplo, artigos e links que estão a receber mais cliques);
  • O número de amigos/seguidores/subscritores nos sites sociais, newsletters, feeds de RSS, etc.

Métricas de Comportamento – Ação Impulsionada pelo Conteúdo

  • Resposta Call-to-Action (por exemplo, clicar num link ou realizar uma chamada);
  • Gostos e partilhas associadas a publicações específicas nas redes sociais;
  • Fotografias, vídeos e comentários de fãs ou seguidores;
  • Registos e downloads (por exemplo, eventos especiais, download de informação).

 

3.       E receitas?

Identificar receitas de conteúdos pode ser complicado. Muito do conteúdo é desenhado para criar notoriedade e distribuir informação educativa a estágios iniciais do ciclo de vendas ou para manter relações contínuas com clientes existentes mas é possível ligar o conteúdo às vendas.

Por exemplo, observe que conteúdos têm sido consumidos por indivíduos específicos na base de clientes ou prospects. Ou identifique quem preenche os formulários de leads de conteúdos específicos. Depois, sempre que alguém converta, os marketers podem ver que conteúdo ajudou nas vendas.

 

4.       As Métricas não estão sozinhas

As métricas não são necessariamente significativas por si só. Dizer que um ebook foi baixado 50 vezes pode soar pior em relação a um que foi baixado 75 vezes no mês passado. Deve-se sempre medir tendo em conta marcas de referência ou em comparação com um objetivo quantificável.