10 Tópicos a Considerar para uma Campanha de Email Marketing Bem Sucedida

email-marketing.jpg

Se iniciou o envio de uma campanha de e-mail marketing e os resultados não foram promissores, acabaram por não dar o retorno desejado e não sabe como fazer para melhorar, então este post poderá ser interessante para si.

Um pequeno erro na sua campanha de e-mail marketing pode levar a uma má impressão e até mesmo ao cancelamento de contatos previstos na sua base de dados.

Assim, preparamos para si neste post, uma ckecklist de verificação que o ajudará a rever a sua campanha antes de carregar no botão de envio com vista a otimizar os seus resultados:

1. Estou a fazer o envio para a lista de e-mail correta?

Verifique no mínimo duas vezes quando decidir escolher a lista de e-mails para a qual pretende enviar uma campanha! O nosso conselho é nomear as listas de e-mail, descrevendo o seu propósito de forma clara. Poderá também usar letras ou números no caso de existir listas com nomes semelhantes. Aqui estão alguns exemplos:

  • Blogs inscritos 2014
  • Blogs inscritos 2015
  • Clientes de produto Y
  • Participantes evento da 4 edição

Com as listas bem segmentadas e com nomes que permitem fazer uma distinção clara, as hipóteses de errar na escolha da lista serão muito menores.

2. Estou a enviar a campanha certa?

 A regra aqui é a mesma da pergunta anterior. Este erro é mais comum quando o envio de campanhas de e-mail é feito para diversas listas ao mesmo tempo num curto espaço de tempo. Bastará uma pequena distração, associada à desorganização e a falha será eminente.

Preste atenção aos detalhes e organize as suas campanhas de forma a que:

  • Os nomes das campanhas a realizar sejam claros, com o intuito de distinguir melhor cada uma delas.
  • Visualize pelo menos duas vezes a campanha antes de a enviar.

3. Será que a campanha vai ser exibida de forma correta para todos?

Existem ferramentas específicas que poderá usar para verificar a aparência da sua campanha, mas é sempre uma boa opção enviar um e-mail teste para contas próprias em diferentes servidores de email, navegadores e sistemas operativos, como por exemplo:

  • G-mail
  • Yahoo
  • Hotmail
  • Outlook Express
  • IOS
  • Android

Não há muito a fazer quando se pensa em design numa campanha de e-mail marketing. O uso de tabelas ainda é necessário e as imagens na maioria das vezes não são exibidas por padrão, por isso, enviar uma campanha teste pode evitar formatos indesejados e irá garantir que a sua campanha apareça com o mesmo layout e design em todos os diferentes servidores de e-mail.

4. Os links estão a funcionar?

Paginas 404. Isso soa-lhe familiar? Para evitar deixar passar alguns links errados, é recomendável que redobre os cuidados na hora de verificar todos os links da mensagem.

Teste sempre os links das imagens, calls-to-actions e redes sociais. Tenha muito cuidado quando utilizar ferramentas de duplicação de campanhas de e-mail, já que ao usar um modelo de email antigo, poderá correr o risco de se esquecer de atualizar os links.

5. A campanha apresenta-se bem em modo de texto?

Ao contrário do que muitos pensam, o modo de texto ainda não está morto. Na verdade, pode trazer melhores resultados do que as newsletters em HTML. Além disso, para ter a certeza de que a versão de texto das suas campanhas têm uma boa aparência, o e-mail deve:

  • Ter texto de fácil leitura
  • Apresentar um texto atraente
  • Não deve ser enviado como anexo

6. Qual é a probabilidade da campanha ser marcada como spam?

Caso não tome os devidos cuidados, o conteúdo da sua campanha de e-mail pode ser identificado como spam pelos principais fornecedores ou clientes de e-mail. Assim, para que não seja alvo da pasta de lixo dos seus destinatários, deverá evitar os seguintes itens:

  • Exagerar nos pontos de exclamação
  • Usar todas as letras do título em MAIÚSCULAS. CUIDADO! ISSO É O MESMO QUE GRITAR.
  • Codificação HTML desleixada (geralmente acontece na hora de converter um arquivo de Microsoft Word para HTML)
  • Fontes com cor vermelha, brilhante ou verde
  • Usar a palavra “teste” na linha do assunto
  • Criar um e-mail com apenas uma imagem grande, com pouco ou nenhum texto.

Dica: Verifique se o seu e-mail não é semelhante aos que continuam a aparecer na sua pasta de spam e certifique-se de evitar palavras ou frases que funcionam como gatilhos comuns de spam.

7. A frase do assunto é boa o suficiente?

Ao escolher a linha do assunto para a sua campanha de e-mail marketing, tenha presente que é necessário atrair e convencer as pessoas a abrir o seu e-mail. Uma linha de assunto sem um objetivo claro terá fortes probabilidades de se dirigir diretamente para a pasta de lixo. Antes de decidir o que escrever no assunto, considere:

  • Quem é o seu público-alvo
  • O que está a tentar dizer aos seus clientes

Escolha assuntos que estimulem o relacionamento: tentar ser enfático e fazer perguntas é uma boa opção.

8. O link de cancelamento é suficientemente visível?

Apesar de ter a permissão dos seus assinantes para lhes enviar e-mails, lembre-se de que ninguém gosta de ter a sua caixa de entrada cheia de mensagens desnecessárias.

Não force as pessoas a permanecerem inscritas. Verifique se o seu “link opt-out” é visível. Ele mostra que respeita os seus clientes.

O que ganhará com esta medida será a manutenção de endereços de e-mail genuínos, porque se interessam pelos seus conteúdos e não porque é escondido o link de cancelamento de subscrição.

9. O texto foi revisto?

Não corrigir os seus textos é um erro comum? Então é necessário melhorar a sua correção, precisa de ser profissional!

Uma forma de evitar este tipo de erros é solicitar às pessoas da sua equipa para dar uma leitura no conteúdo do e-mail antes de ser enviado. Aproveite para enviar um e-mail teste para a sua equipa ou colegas que possam ajudar na correção.

Poderão identificar links que não funcionam, erros de escrita ou outros pequenos detalhes que poderão estar escondidos.

Esse é um cuidado básico que o ajudará a evitar futuros cancelamentos.

10. Inclui um call-to-action?

Em algumas campanhas de e-mail poderá não fazer sentido o uso deste recurso, mas salvo as excepções em algum lugar no e-mail deverá convidar a pessoa que lê o seu e-mail a realizar alguma ação de conversão: visitar o seu site ou blog, a sua landing page, a sua página de Facebook e Twitter ou até mesmo para baixar algum material.

Certifique-se de que todos os links funcionam e que a página de destino tem a mesma mensagem / oferta que está no e-mail para que o utilizador não fique confuso.

Esperamos que faça bom proveito da nossa checklist para o envio de campanhas de e-mail marketing sem erros.

Boa sorte e não se esqueça de ler este artigo sempre que precisar de enviar uma nova campanha.

Se pretende aprofundar este tema poderá solicitar uma sessão de consultoria grátis acerca sobre como potenciar campanhas de e-mail marketing no seu negócio. Para tal, bastará clicar no botão em baixo: